29 de fevereiro de 2016

TAG Liebster Award - 2016 Edition


Há coisa de duas semanas, fui nomeada para uma outra tag, a que vos trago hoje. Não a fiz mais cedo por me ter aparecido o convite muito perto da TAG Amo vs Odeio e eu não queria que as mesmas se transformassem em vizinhas. Fui nomeada pela Andreia Ribeiro, do blogue As Confissões da Andreia e as regras são muito simples:
- Escrever 11 factos sobre nós mesmos;
- Nomear 11 blogs que tenham menos de 200 seguidores;
- Fazer 11 questões a quem se indicou no ponto anterior;
- Colocar a imagem do selo "Liebster Award" (o selo com o qual me identificaram foi este aqui, mas eu decidi fazer uma pesquisa e gostei mais daquele que decidi utilizar nesta publicação. Sou mesmo assim, um pouco rebelde);
- Indicar o link de quem nos nomeou.
Muito simples, certo? Como estava a ponderar em fazer uma publicação acerca de factos sobre mim, achei que esta TAG, tal como a outra, vieram mesmo a calhar. E sem mais demoras, aqui vou eu dar-vos a conhecer um pouco mais de mim.



FACTOS SOBRE A LYNE


1. Talvez seja um trauma ou uma implicância, mas por ter o nome inglesado de "Carolina" detesto quando me chamam assim. Toda a minha paciência se derrete e desaparece do meu ser quando alguém se arma em engraçado e me chama Carolina. Embora não tenha nada contra as Carolinas, o facto de "brincarem" com o meu nome tira-me do sério. Por ordem de Jesus ou o que seja, caíram-me do céu pessoas maravilhosas que decidiram converter o meu nome em Crólina, tornando-se este nome uma das minhas muitas alcunhas. Por serem pessoas que amo com todo o meu coração, consigo achar fofo até certo ponto o facto de utilizarem algo que eu não gosto de forma amorosa. Fazer o quê não é? Ainda sobre o meu nome, detesto o facto de escreverem Carolayne da forma inglesa original (ou só com 'Y'), sem se dignarem a perguntar se o mesmo está escrito da maneira correta... É, sou bastante picuinhas com o meu nome eheh.

2. Sou uma louca assumida por chocolate, chás, livros, música, comida, etc., etc.!! Acho que nem preciso de andar por aqui a explicar estes fenómenos, porque falando muito seriamente, quem é que não tem um destes elementos na sua lista de guilty pleasures

3. Sou daquele tipo de pessoas que nasceu com a sorte de ter a má formação congénita a que se dá o nome de covinhas!! E sim, também devo ser das raras pessoas que as tem tanto nas bochechas como no queixo (um total de quatro covinhas). E quando pressiono em demasia os tecidos do rosto, sou toda covinhas. É por estas e por outras que ter este tipo de "defeitos" genéticos valem a pena.

Exposição covínica

4. A minha disciplina favorita do meu curso é, sem sombra de dúvidas, Geometria Descritiva. E não alunos de Artes, eu não sou louca nenhuma. E tendo em conta que quero seguir Arquitetura, é bom que eu ame esta disciplina, visto que terei de levar com ela até ao final dos meus dias. 

5. Pegando no ponto 4, sou uma pessoa que adora coisas complicadas, desafios, enigmas. Gosto de pesquisar, seguir orientações e descobrir coisas novas. Desde muito pequena que desenvolvi este meu lado curioso e inteligente. Gosto de cavar até à origem do problema e saber o porquê daquilo ser o que é. Devido a isso, mexo em tudo o que me desperta a atenção e, segundo todas as pessoas da minha família que me viram crescer, esta minha característica tornava-me num diabinho em pessoa! Um dia conto-vos como era ser uma mini Lyne nos seus tempos de glória.

6. Desde que me conheço como gente, que já pratiquei três atividades completamente distintas: a natação, o basquetebol e o hip hop. Este último foi, por acaso, a primeira atividade que deu início à minha vida ativa, há coisa de nove anos. Tenho por hábito dizer que saí do hip hop por pura estupidez, mas o bom é que a minha vida completou o ciclo onde começou. Atualmente, como já devem saber, voltei a fazer parte do grupo de dança que me acolheu da primeira vez (já lá se vão dois anos *emoji dos olhos em forma de coração*).

7. Sou Belieber, mas admito que já me dediquei mais a esta atividade. Apesar de tudo, sempre me considerei bastante diferente das outras fãs do Bieber (e sei que existem mais da minha "espécie"). Nunca fui daquelas histéricas, que levam muito a sério a vida pessoal do moço e que ficam completamente danadas se ele não vai de acordo com as expectativas delas. Confesso que durante três ou quatro anos a única coisa que eu via à frente era Bieber, Bieber, Bieber, mas desde o dia em que interiorizei de que ele já tem a vida feita e eu nem a metade vou, que comecei a desligar-me mais dele e a dedicar o "seu" tempo a mim mesma. E não me arrependo de nada. Continuo fã, adoro o trabalho que ele tem feito enquanto músico, mas nada de extremos.

Eu com a Ana Sofia no dia do primeiro concerto do Justin em Portugal (11 de Março de 2013). A qualidade da fotografia é um horror!! Mas podem rir-se à vontade da t-shirt que mandei fazer e da minha cara de há não sei quantos séculos. Apesar de tudo, foi o ponto alto da minha vida naquela altura! :P


8. Sou uma pessoa para lá de nervosa. Costumo afirmar que eu tenho uma bolha que me protege do mundo e das pessoas e que, sempre que alguma coisa que me consegue desorientar as ideais ou o espírito rompe uma parte dessa bolha, eu fico louca! E como não poderia deixar de ser, o meu corpo sabe como me denunciar quando me encontro nesse estado. Ou é a típica perna que treme/balança/faz o twerk (nem sei dar nome a esta ocorrência), ou então são as minhas narinas que se abrem... E bem, é mesmo por aqui que as pessoas que me conhecem sabem perfeitamente se eu estou ou não em condições de me relacionar com o ser humano...

9. Quero ser mãe de gémeos! "És louca, Carolayne!" - é o que muita gente me diz quando afirmo, de sorriso no rosto, que é isto que eu quero para a minha vida maternal. Eu cá não vejo mal nenhum. Danda à luz uma criança ou duas de uma vez, a verdade é que ser mãe dará sempre trabalho e eu, muito pessoalmente, creio que ter dois filhos de uma vez e vê-los crescer em conjunto é uma forma de "despachar" logo o assunto! (e para não dizer que eu adoraria ter uma irmã gémea... Mas para isso já basto eu, signo de gémeos e as minhas bipolaridades).

10. Não gosto de falar... E quando digo "falar", refiro-me às tais relações que o ser humano tende a estabelecer com os seus. Sinto que o meu corpo não contribuí lá muito comigo quando quero transformar em frases aquilo que me vai na cabeça. A não ser, lá está, quando me sinto a trezentos porcento à vontade com alguém, ou mesmo quando estou determinada em mostrar a minha opinião. Está mais que explícito que me safo (e de que maneira) na escrita. Sempre me expressei melhor assim e se, caso chegue a altura de me declarar a alguém que tenha mesmo a certeza de que é o tal, ele que se prepare para colocar em dia pergaminhos de amor!

11. Apesar de parecer a pessoa mais revoltada de sempre, tenho plena consciência de ser uma pessoa extremamente simpática, amiga e engraçada (leia-se palhaça com melhor vocação que os palhaços e humoristas que existem por aí). Gosto de fazer piadas de tudo o que ache acessível, e ver os outros rirem-se e ficarem melhor com aquele meu momento, faz-me o dia também.


As perguntas da Andreia


1. O que significa para ti ser blogger?
Para mim, ser blogger é muito mais do que relatar como foi o meu dia, expor ao mundo a minha opinião sobre algo, ou mesmo fazer disto profissão. Ser-se blogger é descobrir novos espaços maravilhosos, conhecer outros bloggers que tenham em comum comigo a paixão pela escrita, é aprender a estabelecer limites entre aquilo que queremos dar a conhecer e aquilo que queremos preservar para nós mesmos. É evoluir enquanto pessoa, travar amizades que possam durar anos, é fazer do seu espaço a sua nova casa. Quando sabemos que algo mexe connosco e nada mais resulta, penso que abraçar o nosso lado poético e partilhar de cabeça fria o que nos atormenta naquele momento é uma forma de darmos aos leitores a certeza de que eles não estão sozinhos, caso a situação seja comum... Ser-se blogger é muito mais para além daquilo que escrevi aqui!

2. O que te levou a escolher o nome do teu blog?
O facto de saber que, no futuro, ter um blogue seria construir uma casa para mim e nada mais justo do que dar ao meu espaço o meu nome, algo com o qual as pessoas identifiquem ser meu. "A vida de Lyne" é um espaço que tenciono fazer crescer e com o qual pretendo evoluir enquanto pessoa... E acho que estou a conseguir cumprir com isso.

3. Qual é a memória que recordas com mais carinho da tua infância?
As vezes em que eu visitava locais com a minha tia M.J (sim, as iniciais desta minha tia são mesmo M.J). É uma pessoa à qual tenho um grande carinho, e a quem agradeço em silêncio (e de vez em quando com a voz) as vezes em que ela tratou de mim.

4. Quando precisas de relaxar o que fazes?
Na maior parte das vezes encosto a cabeça e faço uma sesta. Quando sei que posso ficar hiper stressada com algo, prefiro dormir para acordar cheia de energia. Na outra metade das vezes, coloco a música no máximo e danço até à exaustão. Os vizinhos devem adorar-me!!

5. Qual a importância da música na tua vida?
A música faz-me dançar, e dançar permite-me refletir alguns dos sentimentos que habitam o meu ser naquele momento. Se há coisa que faço para me desligar de tudo e de todos é, sem dúvida, colocar os fones e ouvir música. Gosto da energia que me é descarregada através dos ritmos e das letras, aprecio bastante a história por detrás de cada nota... A música é uma das expressões da arte que eu considero mais complexas! E é incrível o talento e o jeitaço que muitos músicos têm de criar a música e distinguirem-se por isso.

6. Momento mais estranho por que já passaste.
Eu sou toda momentos estranhos. Assim de repente, não me vem nada à cabeça... Mas aposto que anda à ronda da temática "amor"... As coisas que fazemos quando estamos in love...

7. Quando precisas de inspiração e motivação onde a vais buscar?
Na dança (principalmente na minha ídola/amiga/favorita professora Nenko), em vídeos, nas pessoas, nas coisas boas que eu sei que quero para mim mesma... Tenho sempre a tendência de pesquisar por fotos que me motivem, às vezes fico por aí a fazer rabiscos... O mundo em geral é uma fonte de inspiração.

8. Se te dessem a oportunidade de viver em qualquer país do mundo, continuarias em Portugal? Porquê?
Continuaria em Portugal, sim senhora! Apesar da sede e da vontade de conhecer outros países e culturas, gosto bastante do país em que nasci e vivo! Eu sei e acredito na quantidade de coisas que Portugal nos pode dar enquanto cultura, história, comida... E para não falar que antes de visitar outros países, tenho intenções de organizar uma tour por Portugal! Acho um absurdo quando as pessoas "maltratam" este país pelas dificuldades que temos vindo a enfrentar... É uma pena um país reger-se pelas pessoas que o representam e não pelas histórias maravilhosas que existem por detrás... 

9. Qual o livro que mais te marcou? Porquê?
Os clássicos que ando a explorar mais, nomeadamente "O retrato de Dorian Gray", "Admirável Mundo Novo", "A morte de Ivan Ilitch", entre outros... E tudo por terem sido escritos há anos luz da época em que estamos e por, de uma maneira extraordinária, retratarem naquela altura indícios de um futuro a que hoje chamamos "presente". Incrível é a palavra que consigo utilizar para descrever a cabeça de um artista.

10. O que gostavas de melhorar na tua vida?
Muita coisa, mas que prefiro não enumerar.

11. Qual o destino que mais gostarias de visitar?
Neste exato momento, estou bastante ansiosa para ir para o Porto na viagem de finalistas!


E agora, as minhas questões


1. O que é, para ti, ter uma vida de sucesso?
2. Como caracterizas a pessoa que és?
3. Uma refeição com a qual não viverias sem.
4. O que é que faz das tuas pessoas diferentes dos outros?
5. Como é que a escrita te ajudou ao longo destes anos?
6. Se pudesses mudar alguma coisa na sociedade atual, o que seria?
7. Frio ou calor? E de que maneira é que isso influencia os teus dias?
8. O que é a Arte para ti?
9. De que maneira é que começar a dizer "não" nos momentos oportunos te ajudou a construir a pessoa que és?
10. De que és feito/(a)?
11. Se pudesses dizer ao teu "eu" do passado alguma coisa, o que seria?


Blogues nomeados



Obrigada Andreia pela nomeação e espero que tenham gostado!

4 comentários:

  1. Muito obrigada pela nomeação mas por não ser habitual responder a este tipo de tags, espero que não te importes que responda por aqui! :)

    1. Uma vida de sucesso é uma vida feliz e uma vida realizada partilhada com as pessoas que amo.
    2. Insegura, Chata, Atenciosa.
    3. Obviamente, PIZZA!!
    4. São as melhores em todos os aspectos, fazem-me sentir especial e nunca me deixam sozinha ou me deixam aborrecer!
    5. Tem sido uma forma de desabafo, de registo de memórias e de expressar alguns sentimentos. Tem me ajudado a recordar e a imortalizar momentos e é tão bom olhar para trás e ver tudo por que já passei e tudo o que enfrentei!
    6. A hipocrisia.
    7. Calor! Em dia de calor e de sol sinto-me sempre mais feliz e bem humorada!
    8. Arte é tudo, mesmo! É algo tão abrangente que é praticamente impossível conhecê-las a todas. Até as coisas mais mirabolantes são consideradas arte!
    9. Fez com que eu fosse cada vez mais sincera e mais "eu" com os outros. Eu também tenho o direito de dizer não e de escolher o que quero e o que gosto.
    10. De sonhos. Sou feita de sonhos.
    11. Não percas tempo com coisas inúteis.

    ResponderEliminar
  2. Gostei tanto das tuas respostas à TAG, é tão bom sentirmos que conhecemos um bocadinho melhor as pessoas que mais gostamos de ler :)

    ResponderEliminar
  3. Para ser sincera também não gostei muito do selo que utilizei, mas como tinha sido aquele o selo com que me tinham nomeado decidi usá-lo. No entanto, acho que fizeste bem em colocar um mais ao teu gosto. Acho que esse até é mais bonito.
    Adorei as tuas respostas e os teus factos curiosos, mas essencialmente as respostas, até porque tens um estilo de escrita que me agrada muito. Pelo que vi temos algumas coisas em comum.
    Obrigada por teres respondido à Tag. Espero que tenhas gostado de o ter feito! Beijinhos!

    ResponderEliminar