4 de junho de 2016

Diz que ontem foi o último dia de aulas...

... mas só darei por terminado esta coisa de Ensino Secundário assim que fizer os exames, receber as notas e me candidatar para a faculdade que quero. Apesar de todas estas condições, penso que está mais do que na hora de admitir que estes foram os três melhores anos da minha vida, enquanto um ser que apenas viveu os seus quase-semi-dezoito anos de vida. Quando o antigo eu idealizava um cenário para o secundário, mal sabia ele que as expectativas seriam abafadas pela feliz realidade que eu vivi. Se nos filmes se vêem adolescentes a sofrerem de tudo e mais alguma coisa, eu tive a sorte de não ter passado por isso e sim ter conhecido um grupo de pessoas que, até hoje, me ensina e apresenta a infinitas fontes de informação que me são úteis. Foi no décimo que me revolucionei e cortei fios de cabelo que me davam pelos ombros, até chegarem rentes às orelhas... Foi junto de alguns colegas - que me atrevo a intitular de amigos, pois existe um grande buraco diferencial que os separa - que me descobri e descobri o mundo. Foi junto de alguns que explorei aquela mata que tanto caracteriza o espaço da escola. Foi junto de alguns que subi e desci as escadas, as rampas, os céus com o maior sorriso no rosto, sabendo que estava bem acompanhada. Foi junto de alguns, com a maior genuinidade, com quem fiz sessões de música improvisada com o batuque das mãos, com quem fiz a dança da chuva para não ter educação física, com quem queimei as melhores horas de almoço... Embora reconheça o valor de alguns para mim, não posso descurar do facto de cada um dos elementos daquela turma me ter ensinado a encarar o mundo e as pessoas de formas diferentes... Foi com alguns dos meus professores com quem aprendi de que este laço professor-aluno não tem de ser, obrigatoriamente, desenvolvido à base de formalidades que nos afastam da nossa condição de seres humanos. Foi com eles com quem descobri que os professores do secundário - na sua grande maioria - até são fixolas e com quem podemos manter uma conversa séria, mas ao mesmo tempo divertida, extraindo sempre algum conhecimento...

Foi em educação física que me apercebi do quão forte era o laço da turma por nunca terem existido desentendimentos brutais e por nos ajudarmos uns aos outros; por termos gritado uns pelos outros; por nos termos rido das quedas de cada um de nós... Foi em educação física que aprendi a gostar de me exercitar e onde conheci o jogo do queimado, uma das melhores atividades em grupo!

Foram nas aulas de Filosofa onde fiz os melhores breaks cerebrais, as melhores sestas, onde criei um laço bastante significativo com o chato daquele professor, mas que me ensinou - e ensina - bastante até hoje. É esse mesmo chato que continua a meter-se com os seus alunos nos intervalos; que reclama do mundo com as suas falas que o acusam de ser professor de Filosofia e Psicologia; que após um diálogo acerca da importância de eu precisar de ir a Fátima dizimar os meus queridos demónios, me coloca a pensar acerca das coisas boas que ainda quero aprender...

Foi no último ano do secundário onde conheci um dos melhores professores de Desenho, aquele com quem mais impliquei e que me retribuiu essa implicância, sempre com gargalhadas por parte da turma e de nós mesmos. Foram nas aulas de Desenho do décimo segundo ano onde descobri de que, afinal, eu sei desenhar e que sou muito boa nisso. Foram nas aulas de Desenho onde passei os melhores momentos em turma; foi naquela sala onde eu me sentia, verdadeiramente, em casa, mas dentro da escola. Foi aquele professor que me ensinou muito mais para além de Desenho. Foi ele que nos ensinou valores, que nos abriu os olhos para os nossos talentos, que nos prestou a devida atenção quando mais precisávamos. Foi com este professor com quem comecei a apreciar a companhia do jazz nas minhas horas de trabalho, de leitura e de descanso. Foi com este professor com quem aprendi o que é ser-se um verdadeiro artista...

Agora falemos da minha paixão, a Geometria Descritiva. Admito com o maior sorriso no rosto de que tive dois dos melhores professores de Geometria ao longo destes anos, e com os quais aprendi bastante. Foi graças a eles que engoli a certeza de que quero ser Arquiteta e fazer disso quase um estilo de vida. Foram nas aulas de Geometria onde aprendi a ver formas em tudo quanto é sítio, onde aprendi a projetar mentalmente qualquer tipo de objeto, onde me vejo no futuro. Foi graças à minha primeira professora de Geometria com quem aprendi, de igual forma, a ver a beleza nos materiais usados, criando algo meu e com as minhas impressões...

Foi com a professora de Português com quem descobri que a paixão está em qualquer lugar, principalmente quando nada é decorado, mas sim dito pelo coração. Foi com ela com quem aprofundei a minha paixão pelos livros e foi com ela com quem aprendi muito mais para além da Língua Portuguesa...

Sei que me faltam citar disciplinas, mas estas foram as que mais me marcaram e com as quais fraternizo bem no meu interior... O curso de Artes Visuais ensinou-me muito mais do que utilizar grafites de diferentes durezas, pincéis de água (sim, leram bem), barras de sanguínea, tinta da china ou mesmo a borracha... Este curso, o meu curso, apresentou-me para um livro da vida que só cada um de nós artistas sabe interpretar. E quando digo artistas, refiro-me a todos nós que criamos algo com o nosso corpo para o mundo. Artes Visuais preparou-me psicologicamente para um mundo que até então eu desconhecia, fazendo-me ver que no que toca a projetos, trabalhos de grupo ou individuais, eu sou capaz de avançar com isso, e que o importante é nunca deixar de lado este meu lado criativo e subjetivo... Aquela escola ofereceu-me diariamente territórios que me passavam despercebidos noutras ocasiões, plantando em mim o mesmo fascínio de uma criança que vê pela primeira vez algo que chama a sua atenção... Ofereceu-me o melhor ambiente que um adolescente pode desejar nesta fase da sua vida, assim como os melhores obstáculos que me permitiram crescer de cabeça erguida.

O secundário abriu-me os olhos para aquela conversa de que nunca mais verás os teus amigos, quando na verdade toda essa fórmula depende de nós e da nossa vontade. Foi no ensino secundário onde ganhei o segundo lugar de um concurso de bolos; onde conquistei os meus colegas e professores com os meus bolos; onde atuei para aquelas pessoas juntos do grupo de dança que sempre me amparou; onde provavelmente fiz amigos para a vida. Foi, igualmente naquela escola, onde eu dei um pulo no meu crescimento mental e de onde extrairei memórias, sorrisos nostálgicos e uma vontade renovada de intensificar os momentos do futuro em algo inesquecível.

A dança, a escola, os amigos, os momentos, os memes, a minha vida, a vida de Lyne...

10 comentários:

  1. Tão bonita a forma como valorizas estes pedacinhos fundamentais da vida. És uma miúda adorável Lyne.

    Já não vinha ao teu blog há algum tempo, está tão bonito!!! Parabéns.

    Boa sorte para esta nova etapa.

    Inês Vivas (do she was here)

    ResponderEliminar
  2. relacionei me a 100% com este post, adorei estes três anos de secundário e não acredito que já acabou :(
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Adorei este post! Nota-se que foste muito feliz no secundário.
    O teu post fez-me recordar o meu secundário. Apesar de não ter sido como nos filmes ( festas e boa vida), tive o melhor grupo de amigos que podia ter ( e com quem ainda mantenho contacto), que me fez olhar para o mundo de maneira diferente e me deu uma infinidade de novas possibilidades.
    Este post mostra o quão incrível és, as tuas palavras conseguem-me tocar sempre o coração. Mereces toda a felicidade do mundo e desejo-te boa sorte para esta nova etapa ( está quase) :).
    PS: Respondi aquele teu comentário enorme ( mas que eu adorei ler) no meu blog.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  4. Palminhas! Que tenhas muito sucesso e que cries tão boas memórias na faculdade como fizeste no secundário!

    ResponderEliminar
  5. gostei imenso do post! identifiquei-me bastante com isto, porque, tal como tu, o secundário foi a melhor etapa da minha vida. acho que foi uma época de grande crescimento, de fazer grandes amizades e de reforçar amizades antigas. tenho muitas saudades dessa altura, mas eu também sou a eterna nostálgica eheh
    aproveita todos os teus dias como aluna do secundário ao máximo :)
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. É mesmo bom ler um texto tão pessoal, sensível, pleno de confiança e onde dialogas contigo própria sobre as expectativas e realizações. Um balanço em que valorizas o que se passou nestes três anos.
    Agora, mantem o sorriso e o entusiasmo....Como escrevia alguém "The sky is the limit" ou não......

    ResponderEliminar
  7. Mil obrigados pelos comentários que tanta luz me trazem. Obrigado de coração por, mesmo não me conhecendo tão bem quanto isso, estás desse lado de forma incondicional. Ter um blog é encontrar pessoas tão especiais quanto tu. Obrigado <3

    Faço anos dia 13. E tu? :P E se fizessemos no mesmo dia?! Era uma coincidência fabulosa :P

    Tu és tão transparente na escrita que eu fico incrédulo com a tua capacidade de me cativares. Prendes-me! Adoro :)
    Terminada uma etapa é tempo de não baixar os braços e continuar na luta!

    NEW WISH POST | Birthday Wishlist.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  8. boa sorte para a etapa que se aproxima :)

    ResponderEliminar
  9. Que bonito texto! Dá para ver a milhas que foram 3 anos incríveis e isso é muito bom. Apesar de provavelmente seguirem todos caminhos diferentes de agora em diante, espero que contornem a distância e se juntem de quando em vez! De qualquer modo, esses são momentos, ensinamentos e vivências que certamente levaram na memória (e no coração).
    Beijinho e boa sorte para os exames*

    ResponderEliminar
  10. Fico genuinamente feliz que estes três anos de secundário tenham sido tão bons para ti. A minha experiência não foi nada de especial, mas pelo menos serviu para encontrar a minha namorada, isto há 6 anos atrás haha. Apesar de tudo, deixaste-me com uma nostalgia enorme que nem sabia possível ainda existir. Desejo-te a maior sorte para os exames e para a próxima etapa :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar