25 de setembro de 2016

BOX-OFFICE \\ 3 filmes, 3 dias, 3 sugestões

Para veres o trailer, clica na imagem
Sinopse: "Rio" conta a história de Blu, uma arara-azul que nunca aprendeu a voar, tendo sido capturado enquanto criança. O enredo passa-se quinze anos depois, com Blu a viver na casa de Linda, dona de uma livraria, quando são abordados por um cientista brasileiro, que busca pela arara, afirmando que esta espécie estava em vias de extinção. A ação começa quando estes três seres colocam os pés no Brasil, não obstante a desconfiança por parte de Linda, e as aventuras que se vão desenrolando a cada minuto.

O que diz a Lyne... Sempre tive curiosidade em relação a esta animação. Nunca a vi por falta de oportunidades, sendo que a altura perfeita mostrou-se nas férias de verão e devido ao facto de ter um primo de seis anos. Apesar de ter a idade que tenho, defendo que ver animações também serve para os adultos, sendo as lições tão benéficas para nós como para as crianças. "Rio" divertiu-me imenso pela atmosfera animada típica do Brasil, as piadas bem elaboradas e pelo núcleo da história em si. É um filme que nos ensina de que não existem missões impossíveis e que a nossa superação depende sempre da nossa vontade de a tornar algo real. Perfeito para se dar muitas gargalhadas e retirar alguns ensinamentos importantes.


Para veres o trailer, clica na imagem
Sinopse: O filme começa com Ed e Lorraine Warren, numa sessão espírita, em 1974, com o intuito de descortinarem a verdadeira causa do assassinato da família de Ronald DeFeo Jr., juntando provas para justificar se houve, ou não, uma intervenção demoníaca no caso. Um ano depois, no norte de Inglaterra, uma mãe solteira com quatro filhos, começam a ser vítimas dos espíritos da casa em que habitam. Chamando pela atenção dos Warren, Lorraine hesita devido à visão que teve da morte do marido, porém, ambos concordam ajudar a família Hodgson.

O que diz a Lyne... Vi este filme com a condição de estar acompanhada pela minha tia, a mestra dos filmes de terror. O primeiro filme do "The Conjuring" conquistou-me do início ao fim, tanto que quando ouvi dizer que haveria a continuação, não quis ficar de lado. Este filme é, de facto, uma boa sequela. Só quem viu o seu antecedente, consegue perceber alguns dos pormenores existentes em algumas cenas. Apesar de não assumir o típico clima dos filmes de terror (os sustos, muitos gritos, etc.), é uma produção que prima pelo suspense e pelo mistério. Ótimo para uma tarde de domingo como a de hoje!


Para veres o trailer, clica na imagem
Sinopse: Baseado em factos reais, "Spotlight" conta-nos a história de um grupo de jornalistas de investigação, que se debruçam sobre o tema dos abusos sexuais e de pedofilia no meio da Igreja Católica, em Boston. O filme foi indicado a seis Óscars na premiação de 2016, vencendo em dois: Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.

O que diz a Lyne... Na altura da sua estreia, foi notável a apreciação por parte dos bloggers, sendo que muitos deles nos aconselhavam o mesmo. Antes das férias começarem, decidi dar uma vista de olhos neste filme e confesso que fiquei deveras chocada com a quantidade existencial de casos reais acerca deste assunto. Apesar de ser algo que acontece em demasia, sendo muitas das vezes abafada pelo poder exercido pela Igreja, é de admirar os papéis deste grupo de jornalistas que decidiu ir atrás e expor ao mundo uma questão de tamanha importância. "Spotlight" é um produto que merece a nossa atenção e cuidado, de maneira a que nos mantenhamos alertas no nosso dia a dia, e com a mesma vontade de, aos poucos, mudar o rumo da história da humanidade.

3 comentários:

  1. Por acaso, vi o The Conjuring no domingo passado e foi um dos melhores filmes de terror que já vi. Os outros ainda não vi :) beijinho!

    ResponderEliminar
  2. Já vi os três e só não gostei do "Rio". Numa altura em que o género de terror estava praticamente a morrer, o "Conjuring" foi uma lufada de ar fresco. Apesar do spin-off "Annabelle" ter sido terrível, o segundo capítulo oficial manteve a mesma carga de suspense que o original. Quanto a "Spotlight", assim que o vi pensei "este vai ganhar o Óscar de Melhor filme", dito e feito. Não considero que tenha sido o justo vencedor a esse prémio, mas não há como negar que é uma produção fantástica!

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  3. Já vi o Spotlight e adorei o filme :) Em relação ao The Counjuring, vi o primeiro e adorei, foi mesmo incrível - já tinha saudades de um filme de terror assim! -, e estou ansiosa por ver o segundo :)

    ResponderEliminar