2 de setembro de 2016

Happy B-Day to Me, to You, to Us \\ Porquê "A vida de Lyne"?

Sempre que entro num blogue, a primeira questão que me assoma a mente é "Porque é que ela/e escolheu este nome para o seu blogue?". Parecendo que não, existem sempre histórias e explicações para algo tão simples quanto isso. Eu, por exemplo, estou-me sempre a perguntar do porquê de, no meio de tantos nomes, ter escolhido aquele que escolhi. Primeiramente, sou péssima com títulos. A não ser que as ideias marinem por duzentos anos, a minha criatividade não chega a tanto. Segundo, pareceu-me bastante eloquente denominar o meu blogue como sinónimo daquilo que vivo. Nada mais simples quanto "A vida de Lyne". 

Para perceberem melhor, eu tenho umas quantas teorias para o meu nome. Para além de me fazer uma confusão danada as pessoas não o saberem escrever, esteticamente fica mais bonito utilizar Lyne no lugar de Layne. Comparando com a globalidade do nome, fica mais fácil para as pessoas  - e para mim - memorizarem e me tratarem como tal. Agora, é muito comum até pessoas que conheço há bastante tempo tratarem-me por Lyne... Contudo, não é algo que vem de hoje. Andava eu no 7º ano quando apanhei a famosa Bieber Fever. Na verdade, a minha inclinação para a escrita explodiu loucamente exatamente nessa altura. Já era bastante comum a existência de fandoms, assim como a criação de contas nas redes sociais dedicadas, especialmente, a um artista. Calhou-me na rifa ter ficado apanhada pelo Bieber, e muitas das coisas que aprendi com aquela idade, seja em termos individuais como do mundo, deve-se ao facto de eu me ter tornado sua fã. Voltando ao nome, sempre o considerei como artístico. Em casa sempre fui a Carol, e quando acessava à conta de fã e escrevia fanfictions, era conhecida como a Lyne. Desde então, quando os meus colegas ficavam a saber, tratavam-me como tal. Entrei no secundário, fui para Artes e dei por mim a assinar todos os meus trabalhos com o nome Lyne. Nunca me fez tanto sentido utilizá-lo para algo mais sério e pontual. 

Quando decidi criar um blogue, sabia no fundo que a palavra "lyne" teria de entrar. Não fosse por isso e talvez não me sentisse tão bem a escrever. Os acrescentos simplesmente saíram e até hoje não me vejo a mudá-los. Se no passado dividia o meu nome como os super-heróis dividem os momentos dos seus dias para agirem de forma diferente, hoje consigo conciliar a Carol com a Lyne, vivendo o melhor dos dois mundos. A Carol é e sempre foi a filha, a prima, a neta, a amiga, aquela que leva a vida para o lado sério. A Lyne é a extrovertida, a artista, aquela que vê os momentos como algo que devem ser vividos de forma espontânea. Das duas, a Lyne sonha mais, a Lyne viaja pelo universo, a Lyne ensina a Carol a amolecer um pouco. É também a Lyne que vive na preguiça e faz da procrastinação uma quase profissão. Passei anos sem saber o que era, e quando descobri que afinal partilhava de uma espécie de Fernando Pessoa com os seus heterónimos (mas de uma forma mais saudável, é claro!), passei a viver com mais intensidade tudo aquilo que a vida me oferece. E foi graças a essa pequena grande descoberta que o meu blogue se chama "A vida de Lyne". Digam-me lá se não temos aqui um bom fundamento?

8 comentários:

  1. É engraçado, que no Q&A que eu fiz para o aniversário do blog me fizeram essa mesma pergunta, e eu referi que acho que todos os seguidores do blog querem sempre saber o significado dos títulos dos blogs que seguem.
    Gostei da tua explicação, de facto, faz todo o sentido. Eu gosto muito de Lyne, acho que soa muito bem :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que a curiosidade acerca dos nomes dos blogues acompanha toda a gente ahahah.
      Muito obrigada Cherry!
      Beijinhos! :*

      Eliminar
  2. Um óptimo fundamento e um nome perfeitamente adequado para o teu cantinho. Às vezes o mais simples e o mais espontâneo é o melhor.
    A história sobre como ninguém pronunciava ou escrevia o teu nome direito fez-me lembrar uma amiga muito querida minha que se chama Rosiani e que todo a gente pronunciava mal, até que ela pediu que a chamassem simplesmente de Rose!
    Estou a adorar os textos do aniversário do blogue.
    Beijinhos,
    Joana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aw muito obrigada!!
      Para além de mim, conheço muitas pessoas cujos nomes também são complicados, mas sempre arranjámos solução para tal! Rose é um nome muito bonito também! :P
      Fico bastante grata por estarem a gostar! ^^
      Beijinhos! :*

      Eliminar
  3. Já te disse o que pensava sobre o teu blog, é um prazer partilhar a blogosfera contigo! um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E até agora, me sinto acarinhada pelas tuas palavras! Obrigada Paula. Beijinhos! :*

      Eliminar