sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

AL DENTE \\ American Music Burguer

Combinar um jantar de turma tem o que se lhe diga, principalmente quando cada um dos seus integrantes é caracterizado pela sua forte personalidade e gostos divergente dos demais. Se no Secundário torna-se num bicho de sete cabeças a tarefa de juntar uma turma para comer fora, na Faculdade as coisas tornam-se bem mais simples, visto que as pessoas querem é simplificar! Se não fôssemos para onde fomos, provavelmente teríamos ido parar ao 100 Montaditos ou ao McDonald's, esse que arranja solução para tudo quanto é situação na nossa vida e desordem. Desta vez, não foi necessário recorrer a algo tão simples. Uma das minhas colegas sugeriu irmos ao American Music Burguer, tendo sido mesmo ela a marcar as mesas, visto que éramos um grupo recheado. Chegados à rua que alberga este estabelecimento, a não ser que já conheçamos da sua existência, o bom é que tenhamos os dados preparados ou um mapa imprimido, pois embora se localize à vista de uma estrada, quem vem do Marquês talvez se perca pelo meio. Visto de fora, o AMB convida pela sua decoração dos anos 50, pelas estátuas de ícones da altura tais como Elvis Presley e Marilyn Monroe, entre outros; assim como pelos sorrisos dos que lá estão dentro a apreciarem o seu jantar.

Para além destes pontos positivos do espaço amplo e organizado, do conforto e da vontade de lá ficar assim que nos sentamos, a comida em muito contribui para tal. Num menu onde nos apresentavam entradas mexicanas, hambúrgueres com nomes de estilos musicais, sobremesas diversas, pizzas e bebidas, eu optei pelo Jazz Burguer, temperado com molho barbecue, bacon estaladiço, salada e aros de cebola frita, igualmente acompanhado com french frieds e espinafres salteados em alho e azeite. Optei por não beber nada pois passou a ser um hábito para mim não acompanhar as refeições com bebida. Apesar dos espinafres não terem estado assim tão bem temperados quanto estava à espera, o hambúrguer e as batatas, por seu turno, fizeram-me as delicias. Fiquei um pouco chocada pela apresentação da carne que para eles estava "bem passada", e embora pudesse ter pedido para passarem ainda mais - visto que faltava mais um pouco -, a partir do momento em que trouxe uma garfada à boca, não quis mais nada. A carne estava super bem temperada, o pão era fofíssimo e as batatas, oh god, as batatas! Estaladiças por fora, macias por dentro, quando as começamos a comer, torna-se num vício!

O menu era bastante diversificado, e isso pôde-se comprovar pela mesa fora, em cada um dos meus colegas. Apesar de ter ficado mesmo no canto da mesa, obviamente sentada no sofá que havia disponível, em momento algum senti que não conversava com todos. Quem foi à Praxe, colocou-se a cantar as músicas do curso, quem não foi, acompanhou na mesma; brindámos diversas vezes; dançámos sentados e divertimo-nos. Há quem diga que a universidade é uma das melhores etapas pelas quais podemos passar, e é exatamente por ocasiões destas que percebemos essas afirmações.


Onde encontrar o American Music Burguer...
Rua Alexandre Herculano, 1150-006, Lisboa
215 963 368

4 comentários:

  1. Só conheço o Great American Disaster e... não recomendo. Nunca tinha ouvido falar deste mas como falaste tão bem do local e da comida (até fiquei com água na boca por causa das batatas!), tenho que ver se vou lá :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  2. Que ótimo aspeto! Desconhecia, para ser sincera.
    Já estou a seguir-te :)
    www.trendyroom.pt

    ResponderEliminar
  3. Que ótimo aspeto! Adorava ir aí, mas é tão longe e na minha cidade não há esse restaurante :(.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar