quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

BOOK review \\ "A Cada Dia"

Metafórico, é assim que eu encaro este livro. Se durante muito tempo quis tê-lo para mim, eis que ele não poderia ter surgido numa outra altura que não esta. Há muito que andava em busca de uma leitura que se fizesse rápida, mas que ao mesmo tempo me ensinasse qualquer coisa, e três dias de uma leitura que se poderia ter feito em menos tempo soube como me encher as medidas, que vejamos bem, com o Natal que já lá foi e o Ano Novo que se aprochega, não são assim tão curtas. A Cada Dia conta a história de A, uma entidade que acorda todos os dias num corpo completamente diferente, e que no 5994º dia dessa viagem que nem ele sabe descrever, apaixona-se, levando consigo nos dias seguintes esse sentimento que tanto tenta tornar real. Mais do mesmo? Talvez, mas juntando à escrita poética de Levithan, descortinamos mensagens que, com alguma atenção, saberemos logo decifrar.

Este livro é muito mais do que uma história de amor. Quer dizer, para muitos este será o tema principal, contudo, para mim não o foi. Deste livro confirmei a lição de que embora sejamos os mesmos, estaremos sempre susceptíveis a mudar. Não da maneira como A muda, mas sim enquanto nós mesmos. O físico ser-nos-á o mesmo ao longo de um tempo, mas os nossos pensamentos já não poderão partilhar dessa mesma opinião. Todos os dias acordamos diferentes do que fomos ontem, e só quem tem cabeça para aceitar isso é que estará apto para abraçar novas mudanças. Independentemente do corpo que tenhamos, do género que nos reflete, da etnia que partilhemos com os que nos rodeiam, amar é um sentimento que nos é comum, e sermos amados pelas nossas diferenças diz mais dos outros do que nós mesmos. A Cada Dia é um livro que nos abre os olhos para muitas realidades que por vezes tentamos colocar debaixo do tapete, um livro que ou dirá muito a alguns ou coisa alguma para outros. A Cada Dia tem um certo talento para nos ensinar de que mesmo desconhecendo de onde vimos, quem fomos e quem somos, cabe-nos a nós construir um futuro onde nos será possível ter todas as respostas para estas e muitas outras questões. Mesmo tendo o poder de mudar as vidas dos corpos onde habita, A escolhe manter-se fiel a si mesmo e nunca prejudicar os demais. Esta ação por si só apenas demonstra que nós, enquanto seres humanos, teremos sempre a opção de fazer os possíveis e os impossíveis para que o ambiente em nosso redor seja propício para todos, e não somente para nós. 

Se aconselho? Vivamente. Para além de se ler rapidamente, A Cada Dia é uma bonita história que aborda muitas questões sérias, mas de uma forma bastante leve e compreensível para todos. Penso que vale sempre a pena explorar histórias que nos ensinem mais acerca de nós mesmos do que propriamente dos outros.

"Na minha experiência, desejo é desejo, amor é amor. Nunca me apaixonei por um género. Apaixonei-me por pessoas. Sei que é difícil de fazer, mas não compreendo porque é que é tão difícil, quando afinal é tão óbvio." - pág. 125

2 comentários:

  1. Parece ser um bom livro e adorei completamente a quote, que inspiradora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gostaste desta quote, certamente adorarás o livro!! :D

      Eliminar