segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

WHAT ABOUT PHOTOGRAPHY?

Ontem foi um dia especial. Não que tenha acontecido algo de muito extraordinário, mas significou bastante para mim. Embora não seja a maior fã de domingos, ontem escutei-o de uma forma que nunca tinha acontecido, o que me valeu um grande estalo da vida por ser tão dura com este dia da semana, quando nem me dou ao trabalho de o abraçar e deixá-lo dizer-me o que quer que seja. Ontem, numa caminhada com amigas, senti a necessidade de parar a meio do caminho, observar a vasta natureza que se fundia com os diversos prédios da zona e escutei o vazio... Mas não foi um vazio qualquer, foi um vazio melodioso, quente e acolhedor. O dia de ontem cantou para mim de uma forma inspiradora, com acordes que nenhum humano será capaz de reproduzir ou fazer melhor...  Os domingos, por muitos sentimentos que arranquem de cada um de nós enquanto indivíduos, sabe ser belo como ele mesmo, e ontem, consegui ver isso! Talvez nunca mais escute este tipo de vazio quando fizer o mesmo percurso que tomámos, mas de uma coisa tenho a certeza: terei todas as oportunidades para rever o que me acalmou naqueles segundos, e como está prestes a acontecer, terei companhia! Shall we?

18 comentários:

  1. Bem sei o que isso é :D
    Olhamos para um lugar, paramos no tempo e deixamos que tudo nos envolva sem darmos por isso. Vais ter tantos momentos desses, Carol :D e vais amar cada um deles!
    Uma dica: regista tudo, imprime se puderes e guarda numa caixinha. Quando as recordares, vais sentir exactamente o mesmo :D

    www.letsdonothingtoday.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que bela dica! Estou há algum tempo para imprimir as fotos mais especiais para mim, mas esqueço-me sempre! A ver se levo a sério essa função, agora que falaste dela! Muito obrigada Vanessa! :D

      Eliminar
  2. Estão tãoooo boas! Estás cada vez melhor <3

    ResponderEliminar
  3. ADORO as fotos! nota-se muito a tua evolução :)

    ResponderEliminar
  4. Sei o que é odiar domingos - sofro desse mal, mas só às vezes! Ontem foi bom :)

    And girl, aquela primeira foto está brutal!!!!

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai ai, os domingos devem ter qualquer coisinha que enlouque as pessoas ahahah
      Aw obrigada Jiji! *0*

      Eliminar
  5. Adorei as fotografias Carolayne! Tenho vindo a acompanhar a tua evolução fotográfica e estão cada vez melhores e cada vez mais repletas de essência e vida! Parabéns! :)

    Beijinhos
    Andreia, ALL THE BRIGHT PLACES

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohh muito obrigada Andreia! *=*
      Ler destas coisas deixa-me sempre muito feliz! Beijinhos!

      Eliminar
  6. Lyne, esse vazio que sentiste é a quase perfeição de mindfulness. Essa paragem interior, essa observação, essa paz é uma coisa tão bonita. Como a descreves girl... fiquei emocionada sabes. Se calhar a playlist que estouneste momento também ajudou, porém, as tuas palavras calmas, serenas, profundas tocam-nos no coração de uma maneira muito especial e bonita, como não podia deixar de ser vindo de ti.
    Vais dar uma Arquitecta excelente, uma fotógrafa divinal, mas não descures, por favor, o poder de escrita que tens.
    Beijo enorme :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Joaninha, como reagir a palavras tão bonitas? Muito obrigada por as teres escrito para mim! E fica descansada, tão cedo não deixo de escrever! ;)
      Beijinhos!

      Eliminar
    2. Fico mesmo contente por sabê-lo :)

      Eliminar
  7. Que fotografias espectaculares! Cada vez melhores, Lyne!

    ResponderEliminar
  8. Estas tuas fotografias inspiram qualquer um! Adorei completamente! Mais posts destes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Camila!!! *0*
      Esse teu pedido, logo logo, será concretizado Eheheh!

      Eliminar
  9. Que texto tão bonito acompanhado de fotografias também lindas, parabéns Carolayne! Costumo sentir essa necessidade de fazer uma pausa quando estou com amigos e me sinto muito feliz, como se quisesse capturar aquele momento como uma pessoa de fora (se calhar não faz sentido).

    ResponderEliminar