29 de junho de 2017

JUNHO #RRSP17 \\ "O Principezinho", Antoine de Saint-Exupéry


Principezinho

Cada vez mais me apercebo das vantagens deste projeto: nunca pensei que reler um livro me trouxesse tal sensação de conforto, aceitação, amor... Tinha um discurso preparado, de que a escolha deste livro recaía sobre o facto de Junho começar por ser o mês da criança, no entanto, depois de me ter relembrado das lições que "O Principezinho" nos ensina, penso que não faria sentido justificar-me de tal modo. Posso ter tido isso como inspiração, mas agora tudo mudou. 

Todos conhecem o tema deste livro: um piloto que se vê perdido no deserto e que, num dia, conhece o pequeno príncipe, que lhe vai contando as suas aventuras até chegar ao planeta Terra. Da primeira vez em que o li, confesso que foi meio à pressa, um desafio que propus a mim mesma, contudo, foi um erro, agora que reflito acerca disso. Esta obra, embora pequena e se leia em duas horas, merece ser explorada com cuidado e atenção. A cada capítulo, acompanhando cada uma das personagens existentes, somos presenteados com frases marcantes, situações inesperadas e mil e uma lições que deveriam ser impressas e espalhadas por aí. Se comecei por ler "O Principezinho" por estarmos no mês da criança, chego agora à conclusão de que este pequeno mexeu comigo, eu de dezanove, e me fez ver, uma vez mais, de que eu serei eternamente criança, se o permitir.

Se ainda não tiveram a oportunidade de pegar neste livro, façam-no. Não por ser um bastante famoso, mas sim por ser uma mais-valia na nossa existência e condição humana. Por detrás de frases inspiradoras, habitam as mais puras mensagens, pautadas de verdades que poucos de nós têm a coragem de proferir. 

"Os humanos não têm tempo para conhecer nada. Compram as coisas já feitas nas lojas. Mas como não há lojas que vendem amigos, os humanos têm poucos amigos."

E vocês, já leram este livro? Que lições aprenderam?
Esta publicação insere-se no projeto Re-Reading Season Project, em parceria com a Sofia. Para saberes o que ela anda a reler, clica AQUI.

4 comentários:

  1. Adoro as tuas releituras.E "O principizinho" foi um dos meus livros preferidos da minha infância.

    ResponderEliminar
  2. Sabes, deste-me vontade de reler este livro também!
    Creio o tenha lido com 9 anos. Talvez cedo demais...

    ResponderEliminar
  3. Eu já ouvi falar muito bem deste livro e está na minha lista de leituras ainda para 2017. Com esta tua resenha, Lyne, a vontade de o ler aumentou ainda mais! :)
    Beijinhos grandes.

    https://bloomblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar